domingo, 1 de dezembro de 2013

Ah, o amor!

Era um dia qualquer, o sol raiava os raios mais brilhantes que eu já tinha visto, talvez só por isso nem era um dia qualquer, era um dia especial, assim como todos os outros, assim como outro qualquer. Me deparei em silêncio, olhando para o nada, admirando tudo, o brilho do meu olhar só não era maior que o brilho do sol. Não tinha motivos para tanta felicidade mas algo lá no fundo me dizia que a tristeza não valia a pena. Triste seria não está feliz com tantos motivos para sorrir.
Quando a felicidade nos abraça parece que o mundo fica diferente, vi cores, lindas cores que nunca havia visto, vi beleza em cada canto, de tão cega não enxergava nada, nada além daquilo que fazia meus olhos brilharem.
Ah, o amor! Não sabia que existia tantas borboletas por aqui, e as flores, são tão coloridas, acho que esses são alguns dos sintomas de que estou gravemente infectada pelo mais belo dos sentimentos.
Me sinto uma boba, mas nunca me senti tão feliz. Tenho medo do que isso está fazendo comigo, é como pular de um alto precipício, não sei o que me espera mas algo me puxa para ir cada vez mais fundo, algo me prende cada vez mais a esse sentimento.
Eu sei que não fazia bem se sentir cada vez mais dependente de alguém, logo eu, tão livre quanto um balão sem rumo no céu azul, agora tão presa e tão feliz, contradição estranha. Até então só uma contradição.
Éramos opostos, tão parecidos e ao mesmo tempo tão diferentes. Existia, existe algo de puro entre nós, tão puro que é capaz de mudar as coisas a nossa volta mas não era capaz de mudar nossos sonhos tão diferentes e nós tão jovens, tão cheios de ideais, loucos por tudo que ainda temos para viver.
Deve ser por isso que o sol brilhava tão lindamente, a gente havia descoberto o significado do verdadeiro amor, não querer que a pessoa se sinta presa a você, deixá-la livre para que busque a felicidade mesmo que esta não esteja ao seu lado.
Poderíamos ser livres juntos, mas nossas trajetórias visavam rumos tão diferentes, quem sabe um dia elas não se cruzem novamente, por enquanto cada um vai seguir a sua jornada. Me disseram uma vez que “se cuida” é um “eu te amo” disfarçado então eu disse a ele “se cuida” e deixei que partisse, mas tenho certeza que levou consigo um pedaço de mim, levou meu coração.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Não sei nem seu nome

Que estranho! Estranho o que? Acho que nem eu sei explicar, mas tudo era estranho, você principalmente. Nem sei por que, nem como, o destino, o tempo, a vida ou pernas mesmo me levaram para perto de ti, você continuava estranho, mas era um estranho simpático que aquela altura sem que eu dissesse nem meia dúzia de palavras já sabia metade da minha vida, culpa da amiga, e me olhava de um jeito diferente, me conquistava sem eu saber.
Quando, até que enfim decido perguntar algo, resolvo sair da defensiva, algo nos puxa de volta a realidade, era o ônibus, demorou tanto para chegar e chegou cedo demais. Já estava atrasado, poderia ter demorado mais uns dez minutos, vinte, trinta, poderia ter esperado por nós, para que fossemos nós.
Eu sei que queria ficar ao meu lado, e eu também, já estava torcendo para que ficasse, delirei a viagem toda, cerca de vinte minutos que passaram no piscar de olhos, uma sensação boa de fim de tarde, de um domingo que valeu a pena, uma sensação boba de uma boba. Uma sensação que não foi embora com adeus que me deu pela janela do ônibus. Sabe onde me encontrar e quem sabe a gente  se encontre, se esbarre por ai, se reencontre e se descubra já que apesar de tudo não sei nem seu nome.

domingo, 13 de outubro de 2013

E ela fez um texto só pra mim!

Nossa... Finalmente 18 hein, shuahsuashua. A maioridade chegou e junto com ela mais responsabilidade e cada vez mais SONHOS. Nem sei bem tocar a alma como você, mas estou procurando uma forma de dizer o quão te quero bem.
Parece que foi 8 anos atrás que a gente se conheceu (“ué” mais foi mesmo), quantos momentos bons, e você sempre ao meu lado. Hoje quero lhe desejar as melhores coisas do mundo, não só hoje, mais sempre lhe desejo o melhor.
Que você continue a buscar teus sonhos, que a vontade de desistir NUNCA supere a vontade de vencer, que possa cada vez mais demonstrar este teu talento de se expressar por meio de belas palavras.
Que Deus lhe ilumine cada dia mais, muita saúde para que possamos aproveitar ao máximo essa sua alegria, sucesso, paz, amor (B. Magia auhsuahs)
Pus-me a lembrar que nestes 8 anos tivemos uma gama de apelidos, um tanto quanto peculiares néh ximango?? Porém pude lhe conhecer profundamente e descobri esta menina mulher, linda, engraçada, sincera, meiga, doce, tímida, alegre. Confesso que nem tudo é um mar de rosas e temos as nossas divergências, mas sempre superamos, superamos com um novo olhar e buscamos aprender. Mais você menina moça, você com suas qualidades me ensina cada dia a ser uma pessoa melhor.. Então quero lhe desejar ainda mais felicidade e tudo de muito bom, inclusive eu..shuhsuahs
Nossa amizade é mais forte que muitos casamentos por ai haha’, e que até chegarmos aos nossos 140 anos, vamos aprontar muitoo por ai... Te amo! Ah, parabéns!
P.s. (Sei que você odeia este post-scriptum) mas TE AMO.

  ***Olha ela me emocionando! Obrigada por tudo novinha, pelos parabéns, por estar sempre comigo, por ter esperado até meia noite pra me desejar parabéns, pelas 18 mensagens me parabenizando, por sua amizade... É bom saber que mesmo separadas estamos sempre juntas. Te amo muito! <3

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Outubro, aaahh outubro!


Outubro, que as nossas vidas sejam tão coloridas quanto a tua primavera!

Metades


                                                                                                 *Reprodução

sábado, 28 de setembro de 2013

3x4 - Engenheiros do Hawaii

♫ Diga a verdade
Ao menos uma vez na vida
Você se apaixonou pelos meus erros
Não fique pela metade
Vá em frente, minha amiga
Destrua a razão desse beco sem saída
Diga a verdade

Ponha o dedo na ferida
Você se apaixonou pelos meus erros
E eu perdi as chaves

Mas que cabeça a minha
Agora vai ter que ser para toda a vida
Somos o que há de melhor

Somos o que dá pra fazer
O que não dá pra evitar
E não se pode escolher... ♪
                                    [Engenheiros do Hawaii - 3x4 http://letras.ms/MJ1]

sábado, 21 de setembro de 2013

Amigas!

                                            ♪ ♫    (...) A gente se dá bem, não desejamos mal a
                                                               QUASE ninguém!



terça-feira, 3 de setembro de 2013

Só hoje

Hoje preciso de você
Com qualquer humor, com qualquer sorriso!
Hoje só tua presença
Vai me deixar feliz
Só hoje
Só hoje

                                    http://letras.mus.br/jota-quest/63462/

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Apesar de...

Apesar de existirem dias nublados, escuros, perturbadores e cheios de incertezas o sol sempre volta.
Apesar de as vezes tudo parecer perdido sempre haverá uma saída.
Apesar de não ser fácil a batalha, vale a pena lutar.
Apesar de todos os pesares há motivos para seguir em frente.
Apesar de tudo e de todos que teimam em nos desviar do foco existe uma curva que endireita tudo: o sorriso.

E apesar de... eu continuo tentando e com um sorriso no rosto!

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Desabafo

Não é justo! E quem disse que seria? Não tinha que ser justo, tinha que ser verdadeiro e foi. O resto é que não foi justo conosco, o mundo não nos entendeu e confesso que seria pedir demais que entendessem. Já sabia que seria assim, mas o coração teimoso que só não obedeceu a razão.
Foi bom enquanto durou, mas queria que fosse para sempre, assim como o nunca é muito tempo, o sempre ou para sempre pode ser apenas um instante que fica eternizado quando vale a pena lembrar, e se foi bom é claro que a gente vai lembrar, e vai sofrer só de imaginar que isso pode ficar na lembrança.

Vai derramar duras lágrimas, aquelas que saem sem que queiramos, que tentam limpar o sofrimento da alma, só que não é fácil, nada foi fácil até agora mas sempre foi superável e basta ter fé porque as coisas acontecem na hora que tem que acontecer, Deus escreve certo por linhas tortas. 

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Palavras, palavras!



Às vezes as palavras são tão vazias ou as pessoas tiraram o sentido dessas palavras. São tantos “Eu te amo” ditos da boca para fora, são tantas promessas que não passam de palavras vazias. São tantas convictas verdades que não passam de palavras bonitas, de mentiras disfarçadas.
Numa incrédula máxima é dito que “palavras tem poder” e como tem, mal sabe o ser humano usar um terço dessa arma que tem em mãos e no seu mau uso corações são feridos, como se balas perdidas  os atingissem, nesse caso palavras perdidas, hora vazias, hora cheias de tão maldoso significado.
Não são as palavras as vilãs da história, são as pessoas, o bicho homem, no atributo dessa expressão, bicho sim, talvez racional, mas que fala sem pensar ou pensa demais e acaba falando besteira. O fato é que palavras são eternas, talvez as do papel você consiga apagar com borracha, mas não existem borrachas que apagam as palavras proferidas. Aprenda dar valor ao silêncio que por mais que machuque não será eternizado, aprenda a dar valor a palavras que tão complexas na simplicidade são palavras.
 

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Tão menina, tão mulher!



Era tão menina, e ao mesmo tempo tinha que ser tão mulher, ninguém percebia que era só uma criança, fizeram dela um baú e inconscientemente a tornaram um deposito de frustações. Era tão menina, volto a dizer, e ainda hoje é tão menina, mantém intacta dentro de si a criança que existe em cada um de nós. Uma “pequena”, talvez inacreditável o quanto ela crescera, por mais que as vezes a vontade de chorar a dominasse e as fugitivas lágrimas escorressem no seu rosto ela ainda era grande demais para uma “pequena”.
Se para a perguntar como conseguiu dominar determinadas situações e as vezes se assusta ao pensar que se acontecesse de novo, se tudo voltasse outra vez, ela não teria, não conseguira repetir tamanhas vitórias porque superar a si mesmo é uma vitória, superar as expectativas daqueles que não acreditam em você, por mais que não importe a opinião alheia, é uma vitória e superar tudo que ao seu redor o atinge de maneira tão brutal é mais que vitória, é superação.
Eu sei que ainda existe medo naquela que hoje é uma mulher, também menina, mas existe medo em todos nós e hoje ela tem a certeza de que os obstáculos são superáveis e que de tão mulher ou de menina ela é apenas humana, frágil, pequena em meio a imensidão porém, grande demais para aquela “pequena” e audaciosa menina mulher.